Quais as melhores opções de investimento?

Quais as melhores opções de investimento?

Deixar o dinheiro guardado na poupança está longe de ser vantajoso. Investir em outras opções tende a ser mais rentável do que a caderneta. Por exemplo, investimentos de renda fixa como a carteira administrada ou até mesmo investimentos de renda variável podem ser mais interessantes. Em resumo, não há nenhuma razão para que uma pessoa continue guardando dinheiro na poupança.

Carteira Administrada

Também conhecida como carteira de investimentos administrada, esse serviço normalmente é prestado por gestores de investimentos. Ademais, esse serviço é oferecido por empresas especializadas e também por profissionais registrados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Somente pessoas com um grande patrimônio acumulado utilizam esse serviço.

Normalmente, o usuário da carteira administrada contrata uma pessoa ou uma equipe para lidar com seus recursos. Esse profissional lidará com a alocação e com o balanceamento da carteira. Além disso, ele também cuidará das vendas e das compras dos ativos que compõem aquela carteira de investimentos.

Ou seja, a equipe de gestão cuidará de todo o serviço. De forma simplificada, contratar uma carteira administrada é contratar um profissional para cuidar do seu dinheiro.

Certificado de Depósito Bancário

Os rendimentos gerados pelo Certificado de Depósito Bancário (CDB) lhe tornam uma excelente alternativa de investimento. Como lidar com o CDB é relativamente simples, é uma ótima alternativa para investidores iniciantes.

O CDB é uma excelente opção para quem pretende tornar a sua carteira mais diversificada. É um serviço rentável a curto, a médio e em longo prazo. Em curto prazo, um CDB de liquidez diária terá rendimentos um pouco menores do que 100% de um Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Contudo, dependo do prazo de investimento, o CDB pode render até 120% em relação ao CDI.

Ademais, todos os tipos de CDB’s são protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Essa proteção é valida até o limite de R$ 250 mil por meio de um CPF ou CNPJ.

Tesouro Direto

Esse tipo de investimento é parecido com o CDB. Contudo, o emissor dele não é um banco, mas o governo federal. Isso transmite muita segurança para esse investimento. O valor mínimo de investimento está bem abaixo de outros ativos de renda fixa. Com R$ 30,00 já é possível investir no Tesouro Direto.

Conheça os três tipos de Tesouro Direto:

  • Tesouro Selic (curto prazo, rende de acordo com a taxa Selic);
  • Tesouro IPCA (médio e longo prazo, rendimentos de acordo com a inflação mais uma taxa);
  • Tesouro Prefixado (possui uma taxa fixa que nunca muda).

Fundo de Renda Fixa

Esses fundos representam opções mais completas para investir. Quando uma pessoa faz um aporte e se transforma em cotista, ela compra ativos. Além disso, ela também contrata os serviços de uma instituição que irá administrar os seus fundos de investimentos.

Além das características básicas, o que torna um fundo melhor que o outro é o modo como a gestão é feita. Quanto mais eficiente for a administração do capital, mais ele irá render. Com isso, os fundos de renda fixa se transformam em excelentes opções conservadoras, pois geram um rendimento maior que o CDI e, dependendo do fundo, possuem ótima liquidez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *