Por que é tão importante contratar um seguro viagem?

Por que é tão importante contratar um seguro viagem?

Você está de malas prontas, passagens compradas e hotel reservado, pronto para viajar, mas sente que está faltando alguma coisa? Talvez seja o seguro viagem.

Por não saber exatamente do que se trata ou por medo dos valores serem altos demais, muitas pessoas ainda evitam ou tem receio de contratar seguro viagem. Com isso, infelizmente, este ainda não é um hábito comum entre a maioria dos brasileiros.

No entanto, quando falamos de garantia de segurança e tranquilidade, o investimento feito na contratação de um seguro viagem se torna algo ínfimo. Além disso, algumas viagens podem atingir custos totais realmente altos, e qualquer imprevisto pode atrapalhar, e muito, todo o seu planejamento.

SEGURO VIAGEM É OBRIGATÓRIO?

Sim, para entrar em alguns países é obrigatória a contratação de um seguro viagem, como em alguns membros da Europa, por exemplo. Neles, é imprescindível uma apólice com cobertura mínima de 30 mil euros, e caso você não o tenha em mãos, pode acabar sendo barrado na imigração.

Esta obrigatoriedade deve-se ao chamado Acordo de Schengen, que permite a livre circulação de pessoas entre os países membros, mas, em contrapartida, há essa e outras exigências. A fim de evitar qualquer problema, vale a pena pesquisar mais sobre os seus principais destinos e verificar se há outras exigências.

É importante ressaltar, também, que na maioria dos países estrangeiros não há um sistema público de saúde como o que temos no Brasil. Assim, uma simples virose, gripe ou uma queda, pode ser motivo para desembolsar um bom dinheiro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma gripe pode custar cerca de 8mil dólares, entre consultas e medicamentos.

COMO CONTRATAR UM SEGURO VIAGEM BARATO?

Segundo a Assistente de Viagem (www.assistentedeviagem.com.br), encontrar um seguro viagem barato é uma tarefa que exige pesquisa com antecedência. Para facilitar esta tarefa, há algumas dicas que podem ser seguidas:

1 – Cada viagem é única. Escolha um seguro que contemple o seu perfil, considerando o local de destino, locais a serem visitados, a prática de esportes radicais, custos de saúde no país de origem, entre outros.

2 – Compare. Empresas diferentes podem oferecer serviços parecidos, com preços completamente distintos. Por isso é importante pesquisar, comparar, buscar referencias e, assim, fazer a melhor escolha.

3 – Previna-se. Já dizia o ditado, prevenir é melhor que remediar. Quando se trata de viagem, tudo pode acontecer, tanto nas internacionais quanto nas nacionais, e estar devidamente prevenido é essencial. O seguro viagem oferece garantia contra cancelamentos, custos jurídicos, extravio de bagagem, atendimento e custos médico/hospitalares, entre outros.

4 – Selecione as formas de pagamento que melhor se adaptem às suas necessidades. Essa tarefa também exige pesquisa, mas evita aperto financeiro em um momento que já envolve tantos outros gastos como uma viagem.

Escolher o seguro de viagem ideal, é como contratar qualquer outro tipo de seguro, como os de automóvel, vida ou residência, por exemplo. Cada pessoa tem um perfil, uma necessidade, um planejamento, e isso demanda de um seguro diferente e flexível.

Há quem diga que o melhor seguro é aquele que não precisamos usar. Mas, certamente, embarcar com a tranquilidade de estar prevenido e amparado em quaisquer eventualidades que possam surgir, não tem preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *