beladona-1024x683

A cena delas – A Escotilha

O site A Escotilha fez uma resenha ligando os recentes casos de empoderamento feminino com a apresentação do Cena HQ da Beladona. Fiquei emocionada de estar presente nesse momento da luta feminista e ter parte nela. Vou colocar um trecho abaixo:

“A obra “conta a história de Samantha, uma criança de 7 anos, assombrada por pesadelos macabros” e que entre a realidade e o universo onírico, a medida que cresce, encontra forças para se autoafirmar e promove um interessante trajeto que envolve a desconstrução da dominação masculina.

O próprio universo dos quadrinhos brasileiro viveu seu triste episódio de misoginia e machismo quando o principal evento do país fez um material de divulgação absurdo (leia aqui) – Ana Recalde, autora de Beladona, no HQ Mix, o evento em questão, fez um discurso que homenageava ” todas as mulheres que se dedicam aos quadrinhos: as que fizeram antes de mim, as que fazem junto comigo e as que ainda farão”.

As poucas informações que apresento aqui parecem já, minimamente, compor um quadro que indica a necessidade e a importância das lutas das mulheres que, obviamente, não precisa de aprovação e legitimação de ninguém a não ser elas mesmas. Nesse sentido, o espetáculo, apresentado uma única vez, dado o formato do evento, revelou interessantes questões para se articular: teatro e gênero, a representatividade da mulher, o protagonismo, os discursos dominantes e, de certo modo, a metalinguagem, que se apresenta como importante ferramenta: não é absurdo que um elenco inteiro de mulheres, cuja atividade se volta à assuntos que permeiam as discussões feministas seja, nesse contexto, inédito?”

Para ler o artigo completo, clique aqui.